23 de dezembro de 2010

Auto-avaliação anual!


Mais um ano que se passa, e esse sem duvida foi um dos mais difíceis para mim... Por outro lado todas as coisas ruins que aconteceram ajudaram para o meu crescimento, amadurecimento... Vih o quanto perdia tempo com coisas absolutamente desnecessárias, coisas que faziam de mim uma pessoa horrível, meus preconceitos, ponto de vista e atitudes erronias, percebi com os erros e brigas que ocorreram durante esse ano o quanto eu estava enganado... Espero conseguir reparar minhas mancadas e fazer das pessoas que a mim confiaram seu amor e carinho as mais felizes do mundo, pois hoje após uma auto-avaliação, e refletir de tudo que fiz esse ano e outros que se passaram, agora sei o quanto mudei e melhorei... E nas horas ruins de minha vida sempre contei com minha família e principalmente com VOCÊ Laís, que graças a Deus esteve sempre comigo, sempre... Ah não posso esquece a importância do Pink Floyd, que foi trilha sonora de momentos bons e ruins, e para resumi esse ano de 2010, a canção “Learning To Fly”.

beijos amor... Meu eterno amo...

PINK FLOYD - Learning To Fly (tradução)

Aprendendo a Voar

À Distância, uma fita preta
Estendida até um ponto sem retorno
Um vôo de fantasia num campo varrido pelo vento
Permanentemente sozinho e os meus sentidos reais
Uma atração fatal me explorando rapidamente
Eu posso escapar dessa força irresistível?

Não consigo tirar os meus olhos dos céus que rodam
Com a língua presa e enrolada, somente um desajustado no limite da Terra, Eu

Gelo se forma sobre as pontas de minhas asas
Advertências despercebidas, eu achei que tinha pensado sobre tudo
Nenhum navegador encontrou o meu caminho pra casa
Descarregado, vazio e transformado em pedra

Uma alma sobre tensão que está aprendendo a voar
Aterrado pelas condições mas determinado a tentar
Não consigo tirar os meus olhos dos céus que rodam
Com a língua presa e enrolada, somente um desajustado no limite da Terra, Eu

Numa asa acima do planeta e um crente,
Minha alma suja, um rastro de vapor no ar vazio,
Através das nuvens eu vejo minha sombra voar
No canto do meu olho lacrimejante
Um sonho não ameaçado pela luz da manhã
Poderia soprar essa alma pelo telhado a noite

Não há sensação que se compare com isso
Animação suspensa, um estado de felicidade
Não consigo tirar minha mente do céus que giram
Com a língua presa e enrolada, somente um desajustado no limite da Terra, Eu